Blog

Saiba como criar um nome ideal para a sua empresa!

Se você é empresário, ou tem como objetivo se tornar dono do seu próprio negócio, deve saber que empreender envolve várias etapas. Uma delas é a criação do nome da sua empresa, que se dá por meio de um processo que utilizamos aquie na agência chamado naming.

Escolher o nome que vai representar a sua marca no mundo pode parecer desafiador. Por isso, separamos algumas dicas bastante úteis para este processo. Vamos à elas:

1. Pronúncia e leitura fáceis 

Criar um nome cuja pronúncia seja parecida pelo menos na maior parte do mundo seria perfeito, mas um nome que seja de fácil pronúncia apenas em território nacional é o ideal, se uma empresa conhecida internacionalmente não faz parte dos seus planos. O nome escolhido deve ser fácil também de digitar, pois o seu cliente precisará visitar o seu site, enviar e-mails, e é fundamental que ele lembre da grafia correta do nome escolhido. Alguns exemplos de nomes de pronúncia, leitura e grafia bastante simples: Nike, Dell, Belif e Canon.

Curiosidade: antes de se tornar reconhecida mundialmente, a marca Canon se chamava Kwanon. A empresa decidiu, em 1935, alterar a sua grafia porque a palavra Canon é mais fácil de escrever.

2. Nomes descritivos

Como a própria palavra diz, os nomes dessa categoria definem de imediato qual é o produto ou serviço da empresa. Isso pode ser uma vantagem, pois o cliente entende rapidamente sobre o que se trata o seu negócio. A desvantagem é que a vinculação do nome ao produto pode acabar restringindo mudanças futuras na empresa, caso essas mudanças venham a ser muito drásticas. Sundown, Ray-Ban e Kia Motors são alguns exemplos de nomes descritivos.

3. Nomes abstratos

Abstratos são os nomes criados do nada, ou também aqueles nomes que surgem da junção de duas ou mais palavras. O fato de serem únicos, evita que as pessoas relacionem sua marca a significados indesejados, e essa característica faz com que nomes abstratos possam se tornar poderosos. Mas ao mesmo tempo, esse também é um ponto negativo, pois a escolha de um nome abstrato deve estar associada a um forte trabalho de marketing para que a empresa a possa conquistar um bom território de marca. Kodak, Nissan e Instagram são exemplos de nomes abstratos.

4. Nomes sugestivos

Essa categoria de nomes tem como objetivo sugerir, logo no nome, características do seu produto ou serviço. Por exemplo: Hyundai significa modernidade em coreano, e esse foi o nome escolhido para o nome de uma das maiores marcas de carro do mundo. 

5. Considere estes pontos e solte a imaginação  

Caneta e papel na mão, é hora de despejar o máximo de ideias possíveis antes de escolher o nome do seu negócio. Mas antes de começar, aqui vão algumas informações que podem servir de combustível para o seu cérebro. Considere o seguinte: localidade da sua empresa (bairro, cidade, estado, país), tribos (seu público alvo), nomes (pessoas importantes para o seu ramo de atividade), ações (o que o seu consumidor faz com o seu produto ou serviço), números que possam ser relacionados com a sua empresa e origem das palavras que se relacionam com o seu produto ou serviço.   

Conclusão

O nome da sua empresa é o que conecta a sua marca ao seu público alvo. É por meio dele que a sua empresa ganhará, ou não, destaque no mercado. Por isso, é importante escolher com sabedoria, observando todos os pontos que citamos neste artigo. Lembre-se “a primeira impressão é a que fica”.

Ah! Depois de ter escolhido o nome da sua empresa, não deixe de criar um design profissional para sua marca através de conceitos técnicos e aderentes ao seu negócio. Não abra mão da qualidade do design na sua marca. Muitas empresas são boas, mas não aparentam ser boas e acabam fadadas ao fracasso. Procure uma boa agência e colha bons resultados! ;)

Quer saber mais sobre isso e ouvir algumas ideias? Converse com a gente, não custa nada! :)

 

Lista VIP

Junte-se a mais de 6 mil pessoas inteligentes e receba conteúdos exclusivos para ter sucesso com o seu negócio! É grátis!