Blog

E-mail marketing ou redes sociais: Qual é o melhor jeito de me comunicar com meu cliente?

Quando o assunto é estratégia de marketing digital, logo pensamos no tradicional e-mail marketing, além das diferentes, e tão acessadas, redes sociais. Mas, como saber qual utilizar para me comunicar com o meu público? 

Cada mídia social possui suas vantagens e desvantagens, assim como o e-mail marketing, e isso leva a muita discussão sobre o assunto. 

Preferências pessoais à parte, é fundamental que, antes de tudo, você saiba qual é o seu público-alvo e quais são os seus objetivos. Definido isso, é hora de analisar pontualmente algumas características importantes de ambos os canais:

Investimento

Tanto o e-mail marketing quanto as mídias sociais possuem baixo custo. Mas, nas mídias sociais há a opção de efetuar pagamentos para alcançar um aumento de tráfego patrocinado, e isso é uma boa vantagem. E-mail marketing, sem uma boa lista, construída, pode ser um grande desperdício de dinheiro, fique atento.

Rastrear resultados

Utilizando o e-mail marketing é mais simples calcular o ROI (Return Over Investment, ou Retorno Sobre Investimento) da sua campanha. Segundo a McKinsey, “o ticket médio de uma transação atribuída a um e-mail é 3x maior que transações atribuídas a mensagens em redes sociais”. Nas redes sociais não é tão simples assim calcular os resultados e conversões.

Alcance

Cerca de 92% dos adultos presentes no ambiente online utilizam e-mail, enquanto que, o Facebook, que é o maior destaque entre as redes sociais, conta com 1,49 bilhões de usuários ativos. O Instagram superou a marca de 500 milhões de usuários, e o Twitter conta com os seus aproximadamente 260 milhões de usuários ativos.

Além disso, 91% das pessoas verificam o seu e-mail todos os dias, ao passo que 95% dão uma espiadinha no Facebook. Esses dados são apenas uma amostra do que podemos atingir no âmbito online.

Conversão

Consumidores que compram produtos cuja oferta foi recebida através de e-mail marketing gastam seu dinheiro 138% mais do que aqueles consumidores que não recebem as ofertas. Além disso, 44% dos destinatários de e-mail marketing fecham pelo menos uma compra por ano baseado nesses e-mails. Já nas redes sociais, as pessoas ainda não aceitam tão bem esse tipo de oferta, além do que, como mencionado, é mais difícil de calcular o ROI. Ou seja, a percepção é que nas redes sociais, a propaganda é algo negativo, já no e-mail mkt, é mais aceitável.

Entrega efetiva da mensagem

Você sabia que 1 em cada 5 mensagens são bloqueadas por filtros de spam? Se você não cuidar muito bem do conteúdo que envia por e-mail marketing aos seus clientes, sua mensagem pode ser a próxima bloqueada. 

Nas redes sociais o alcance orgânico representa menos de 2% daqueles que efetivamente te acompanham. Um número bastante baixo, mas essa é a realidade. Quanto maior a competitividade, menor o alcance orgânico. 

Conclusão

Existem diversos tipos de público e, para cada uma dessas pessoas, o canal que melhor funciona, assim como os tipos de “propaganda” e conteúdo. Seja através das redes sociais ou por e-mail, é possível (e necessário) chegar até seus clientes com eficiência. Trace (e teste) a sua estratégia e explore o máximo de espaço online possível. Boas vendas!

Precisa de ajuda? Converse com a gente! Não custa nada! :)

Lista VIP

Junte-se a mais de 6 mil pessoas inteligentes e receba conteúdos exclusivos para ter sucesso com o seu negócio! É grátis!